terça-feira, agosto 15, 2006

decapando


resolvi decapar um velho armário de casa de banho, daqueles que já não se fazem à pelo menos 50 anos, e recuperá-lo. ao decapar as sucessivas camadas de tinta velha, velhissíma, e já sem idade, senti-me como a decapar as minhas próprias peles e idades, e retroceder umas décadas... senti novamente aquela ideia de pertencer a algum sitio, não a algum, àquele. raspando as camadas de tinta senti eu própria que me rejuvenescia, de alguma forma, por algum motivo, talves para voltar a acreditar. e senti-me tão feliz quanto livre.

2 comentários:

your disse...

phentermine nice :)

malagueta disse...

oh céus, se até aqui recebo junk não sei onde isto vai parar...
aqui à tempos pensei em fazer um post a anúnciar que daria um doce a quem me encontrasse. fica aqui o desafio. bem escondidinho, ainda por cima. azar, porque a mim também ninguém facilita...
um doce, pessoal!, não especifico para não entupirem o meu email...
(piadão. sempre preferi o humor negro e o british, desculpem qq coisinha)